domingo, 10 de setembro de 2017

Tenho o meu nome num pdf do Tribunal de Contas...

"O seu nome consta de uma lista pública do Tribunal de Contas de pessoas que receberam pagamentos indevidos..." - disseram-me na cara, durante uma entrevista de emprego algures entre 2014 e 2015.
Obviamente, não fiquei com o emprego!
Fui apanhado de surpresa. O meu desconhecimento sobre o assunto era total!
Fui para a Internet googlar o meu nome, números dos meus cartões, até perceber o que se passava.
Sim...também para minha surpresa, era verdade! O meu nome está num pdf com uma lista !
Durante os meus tempos de assistente estagiário na Universidade da Madeira, foi-me pago um subsídio (subsídio de insularidade) a que eu não tinha direito.
 (?! Hã ?! Sabia eu lá que não tinha direito... Isso não deve ser do conhecimento de quem me paga? Sou formado em Matemática, não em direito! )
Nunca fui contactado pelas autoridades nem pela Universidade sobre o assunto!
Descobri numa entrevista de emprego!
O mesmo documento informa que o caso estava prescrito, e que portanto, nem eu nem nenhum dos nomes dessa lista teria de restituir o dinheiro recebido a mais.
Fiquei chateado. Como foi possível o meu nome ir parar a um documento público, que se encontra facilmente na Internet, a colocar-me num cenário do qual nunca me foi dado conhecimento nem pelo Tribunal de Contas nem pela Universidade?
Isto é legal sequer?
Ser informado NUMA ENTREVISTA DE EMPREGO?

Quando uma pessoa pensa que já passou por tudo...
Fiquei mesmo foi com a impressão que estavam à procura de uma razão para não me contratar...
Mas fogo... isto não se faz!
Até hoje ainda não recebi um único contacto oficial sobre o assunto.
E pronto, continuo dando explicações para sobreviver... depois desta experiência desisti de mandar currículos.
PS:
  • Como podem confirmar, no link para o tal pdf com a tal "lista pública" (na verdade, o resultado de uma auditoria), dessa lista constam os nomes de todo o pessoal docente e não docente da Universidade da Madeira, durante o período de vários anos. Não sou o único listado. Considero um abuso e uma violação esta lista ser pública havendo pessoas que que dela constam (como eu) que nem foram oficialmente informadas!
  • Foi só mais uma vez que fui lixado por decisões tomadas por pessoas da Universidade da Madeira (se calhar vão querer convencer-me que não me informar foi um lapso... aquele pdf tem 3 anos!!! Eu saí da UMa há 13! )
  • Porque publiquei isto agora? Tentei sem sucesso que a lista não aparecesse quando pesquisavam o meu nome, para evitar conclusões erradas ou situações como a descrita no texto. Não tendo conseguido (alguns explicandos encontraram o pdf online), optei por contar a minha versão da história

Sem comentários:

Este blog recusa-se a utilizar o Acordo Ortográfico de 1990